fbpx

Orçamento de obras – Saiba o que está incluso

A criação de um prospecto de gastos relativos à execução da obra é essencial para evitar surpresas inesperadas, que podem refletir no término ou não de uma obra, diminuindo assim a insegurança do proprietário e aumentando a eficiência da construção da edificação.

Na elaboração de um custo total da construção de uma obra, deve-se primeiramente criar um projeto que atenda todas as necessidades do cliente e depois elaborar um orçamento feito por um profissional qualificado que tenha experiência e conhecimento como arquitetos, engenheiros e técnicos em orçamentos.

Normalmente os profissionais costumam dividir os orçamentos em etapas, para melhor serem visualizados pelos clientes. As planilhas procuram dispor a quantidade de materiais, mão de obra, despesas administrativas, impostos e encargos sociais, cada item dividido separadamente.

Os impostos como taxas de prefeitura, tributos federais, encargos trabalhistas e taxas de cartório, deverão ser expostos em um item separado, como forma do proprietário prever eventuais gastos para a regularização do imóvel e da obra.

Podemos dividir as etapas da obra em 11 fases:

  1. Serviços preliminares;
  2. Fundação;
  3. Alvenaria;
  4. Estrutura;
  5. Reboco;
  6. Contra piso e Telhado;
  7. Instalações elétricas e hidráulicas;
  8. Acabamentos;
  9. Pintura;
  10. Paisagismo;
  11. Limpeza da obra.

Um orçamento bem elaborado deve constar a quantidade prevista de gastos com material por cada etapa, mão de obra e tributos, criando um cronograma financeiro de gastos que o proprietário deverá dispor para o pagamento, ajudando na economia da obra e auxiliando no controle de gastos.

Os gastos com projeto arquitetônico e administração da obra devem ser expostos ao proprietário, mostrando os custos inerentes a contratação do serviço e as vantagens de deixar a cargo de um profissional qualificado para a construção de uma obra.

O profissional deverá estar atento em direcionar a compra de materiais para os de melhor qualidade, de forma que o proprietário não terá futuros problemas com os equipamentos e os materiais de construção.

Mesmo os melhores especialistas em orçamento de obras podem errar, nem que seja por uma margem mínima, pois uma construção mostra problemas diferenciados, como mão de obra não qualificada, material de baixa qualidade e reajustes constantes na construção civil, o que gera variações no gasto final da obra.

Fonte das imagens:
orcafascio.com/papodeengenheiro/calculo-de-bdi-para-orcamento-de-obras/

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *